Binho Ribeiro – Grafiteiro paulistano

Grafiteiro da Semana: Binho Ribeiro

Binho é um artista paulistano, que já conquistou o mundo com sua arte. Pioneiro do graffiti na América Latina, está, sem sombra de dúvidas, entre os melhores grafiterios do Brasil.

[ São Paulo – Brasil ]

Eduardo Relero: Grafiteiro

Grafiteiro da Semana: Eduardo Relero

Eduardo é um artista argentino de Rosario que reside na Espanha, aonde realiza pinturas anamórficas no solo de várias cidades, com temas satíricos e/ou de crítica social.

[ Rosario – Argentina ]

Grafite 3D ganhando cada vez mais espaço

O estilo de graffiti 3D está cada vez ganhando mais espaço ao redor do mundo. O grande barato dessa arte, é que dependendo do ângulo do qual  a olhamos, temos a impressão de que aquilo faz parte do cenário real, e o mais louco é que na maioria deles podemos interagir para dar ainda mais realismo à obra. Selecionamos alguns dos melhores graffitis 3D pra vocês. 

[ 3d graffiti – mundo ]

Banksy, grande grafiteiro inglês

Banksy é o pseudônimo de um grafiteiro, pintor, ativista político e diretor de cinema inglês. Sua arte de rua satírica e subversiva combina humor negro e graffiti feito com uma distinta técnica de estêncil. Seus trabalhos de comentários sociais e políticos podem ser encontrados em ruas, muros e pontes de cidades por todo o mundo. 

Conhecido pelo seu desprezo pelo governo que rotula graffiti como vandalismo, Banksy expõe sua arte em locais públicos como paredes e ruas, e chega a usar objetos para expô-las. Banksy não vende seus trabalhos diretamente, no entanto, sabe-se que leiloeiros de arte tentaram vender alguns de seus graffitis nos locais em que foram feitos e deixaram o problema de como remover o desenho nas mãos dos compradores.

[ Bristol – Inglaterra ]

Graffiti Fine Art 2013 – II Bienal

Visitamos a exposição de graffiti Graffiti Fine Art 2013 – II Bienal Internacional, realizada no MuBE (Museu Brasileiro de Esculturas) e criamos um vídeo com o resumo das obras, para vocês terem uma idéia do que rola por lá. A entrada é gratuita e a exposição vai ate dia 24 de fevereiro. Vale a pena uma visita! 

[MuBE – São Paulo]