Sutil e aconchegante; assim Faster se apresenta em seu novo single

Sutil e aconchegante; assim Faster se apresenta em seu novo single
Sutil e aconchegante; assim Faster se apresenta em seu novo single
Avalie este post

Faster, compositor e vocalista soteropolitano começou a se enveredar pelos ramos da música em 2010, quando já se apresentava com uma banda formada com amigos do colégio. Em 2015 lançou o primeiro registro fonográfico num álbum de 10 faixas com o violonista Jad Venttura do projeto Sarau Orgânico denominado “Visceral Pra Soar Sarau”. A partir de 2016 passou a compor os vocais da banda baiana de rapjazz, Zuhri, que promove a Classudos Rap Jazz, festa cuja estrutura estética e sonora chama a atenção de um público cada vez mais plural e robusto. O evento já teve participações de influentes nomes da música de Salvador como Letieres Leite, Ifá, Livia Nery, Pedro Pondé e outros artistas da cena local.

Sutil e aconchegante; assim Faster se apresenta em seu novo single

Mas em 2019, Faster lança seu primeiro clipe, “Caminho da Praia”, que contou com o incrível audiovisual soteropolitano de Juh Almeida e Edvaldo Junior, nós conduzindo ao litoral baiano e deixando um gostinho salgado da praia em nossas mentes além da sonoridade incrível que a música proporciona de tal forma que já pensamos num final de semana com aquele encontro do sol com mar. Com a gravação de João Paulo Rosa, Mixagem e Masterização de Daniel Argolo, instrumentais orgânicos que ficaram por conta de Paulo Roberto Pitta, Jad Venttura, Felipe Pires e João Paulo Rangel.

Algum dia eu devo ter falado a frase ‘o caminho da praia é qualquer esquina’ enquanto dava informação a alguém que estava perdido em ruas desconhecidas e queria se encontrar e percebi a sonoridade agradável da frase

A praia é um ambiente do cotidiano de quem vive em Salvador, a direção que tá o mar é referência de localidade e a música traz uma narrativa comum e cultural da maioria dos conterrâneos, ao mesmo tempo em que narra suas vivências, reflexões e as peculiaridades soteropolitanas.

Deixe uma resposta