Sidoka anunciou álbum “MERCI” com Dalua, Chris, The Boy, Denov e mais

Sidoka anunciou álbum “MERCI” com Dalua, Chris, The Boy, Denov e mais

O rapper mineiro prometeu focar para terminar álbum “MERCI” que deve ser lançado em breve

Em tão pouco tempo de cena, Sidoka soube aproveitar cada momento de visibilidade que teve e cresceu em cima disso. A ocasião de maior destaque no início de sua carreira, foi em 2018, quando Djonga lançou seu aclamado álbum “O Menino Que Queria Ser Deus”. Presente no disco, a faixa “UFA” que conta com a participação de Sidoka e Saint.

Depois do sucesso que foi “UFA”, Sidoka lançou a mixtape “Dokaz”, seu primeiro projeto de estúdio “Elevate”, seu aclamado EP “Sommelier” e finalmente seu disco “Doka Language” que chegou fazendo muito barulho na cena do trap nacional.

Em seu segundo álbum, Sidoka juntou elementos novos e ilustres participações do cenário mineiro como FBC, Delatorvi, Dogor e Pexane. Com tantos diferenciais, não teve outra opção, “Doka Language” foi um enorme sucesso que tem levado o jovem Sidoka a lugares inimagináveis. O projeto foi um dos mais votados na eleição do melhor álbum nacional de 2019 promovida pela Red Bull.

Agora, parece que o jovem artista está focado para liberar mais um projeto. Indo até seu Twitter no final do ano passado para revelar a novidade aos seus fãs, Sidoka havia afirmado que pretendia lançar o projeto aos “45 do segundo tempo” indicando que seu novo trabalho deveria chegar bem no final de 2019. Porém isso acabou não acontecendo e os fãs estavam cobrando uma posição do artista sobre o trabalho. E a resposta chegou.

Na manhã da última terça-feira, dia 07 de janeiro de 2020, Sidoka decidiu revelar mais detalhes do seu novo álbum que chega ainda em 2020. Chamado “MERCI”, o projeto deve ser lançado muito em breve já que Sidoka afirmou estar focado em terminar o disco, que vai contar com cerca de 14 faixas.

Tweet de Sidoka sobre o álbum “MERCI”

O rapper também revelou algumas participações, como Dalua, Denov, Bagin, Chris, Maika e The Boy, que estarão presentes no trabalho que Sidoka chama de EP, apesar de provavelmente contar com um tempo de reprodução maior do que isso em suas 14 faixas.