Música Negra: Cantora Inacy une produção Brasil-Nigéria em novo EP

Música Negra: Cantora Inacy une produção Brasil-Nigéria em novo EP
Avalie este post

Cantora Inacy une produção Brasil-Nigéria no EP de estreia

Com 6 faixas, trabalho homônimo é pautado no R&B clássico, unindo ritmos jamaicanos, influências de música eletrônica, samba, rap e soul music 

A cantora Inacy acaba de divulgar, em todas as plataformas digitais, seu primeiro registro de estúdio. Esse trabalho, que surge a partir de experiências pessoais, mergulha intensamente em todas as emoções da artista, desenhando seu modo de ver e sentir a vida.

Lançado pela Indigo Music Production, o novo EP da cantora carioca Inacy que recebe o mesmo nome “INACY” tem produção musical assinada pelo nigeriano GMike, em parceria com o brasileiro Tico Pro. Sem seguir a tendência atual americanizada, projeto – totalmente inspirado no R&B – remete aos clássicos, tanto em sonoridade como texturas e efeitos, fundindo ritmos jamaicanos, influências de música eletrônica, samba, rap e soul music. Dentro dessa linha melódica, válvulas, gravadores de fita, compressores analógicos e equalizadores antigos dão um ar Lo-Fi para o disco.

Música Negra: Cantora Inacy une produção Brasil-Nigéria em novo EP

Abrindo os caminhos, Despedida chega simples, com quatro acordes, alguns riffs e uma mistura de reggae, trap e jungle. “Fiz esta canção após perceber e entender que muitas relações foram feitas pra durar o tempo que tem que ser, pequeno ou não. Dias, meses ou só uma noite… O momento é mais importante e especial do que o que virá amanhã”.

Replay relembra as tracks românticas – groovadas e pesadas – dos anos 90. “Na letra, falo de paixão à primeira vista e dos sentimentos sintonizados no momento em que a entrega – e todas as suas trocas de carinho – acontecem”.

Música Negra: Cantora Inacy une produção Brasil-Nigéria em novo EP

Em seguida, “Preto é Luz” exalta a alegria, beleza e ancestralidade de um povo que se une, celebra suas raízes e cultura. Já o funk music de “Me Deixa Viver”, marcado pelos tambores de maracatu, reflete sobre o quanto é bom estar só, cuidando de si mesmo, principalmente quando se viveu ou vive experiências tóxicas.

Logo depois, “Teu Espaço” lembra, com saudades, de uma história passada. Single une trap, indie rock e ambient music. Fechando a obra, “Dança Comigo” é embalada pela leveza de quem sabe, sempre e cada vez mais, que “amar é bom”.

Ao todo, INACY é um brado de negritude, força e afeto.

Deixe uma resposta