Mulheres que fazem o Rap Nacional acontecer

Mulheres que fazem o Rap Nacional acontecer
3.4 (68%) 10 votes

A diferença do Rap gerenciado por mulheres. Vida Loka entrevista a Produtora Daniela Mara.

Daniela produtora de rap

Há pouco mais de 4 anos, Daniela Mara dos Santos iniciou o trabalho de produção frente ao grupo Ceilandense Viela 17, liderado por seu marido Rapper Japão. Tomou para si a responsabilidade de gerenciar e levar o nome do grupo para os 4 cantos do Brasil e porque não para o mundo.

Paulistana de nascença, hoje Ceilandense de ofício, a produtora promete muitas novidades dos projetos liderados por Japão, hoje: Viela 17 e Ceilândia G-Funk. Além de produtora, Daniela é advogada, agitadora cultural, produtora executiva e assina como diretora o primeiro DVD da carreira do rapper que acontecerá no dia 28 de novembro de 2015.

O Site Vidaloka.net entrevistou Daniela Mara para conhecer um pouco mais sobre seu trabalho.

VL: Como é para uma mulher liderar a parte executiva de um grupo de Rap, onde a predominância é masculina?

Daniela: Confesso que não é fácil, mas aos poucos fui mostrando que estava ali para facilitar e agregar, cada um na sua função e respeitando os devidos talentos tudo foi entrando nos trilhos, tenho total reconhecimento de todos que trabalham comigo e dos que acompanham o trabalho do Viela 17 e Ceilândia G-Funk. Muita gente chega até mim para parabenizar pela nítida diferença realizada nos 4 anos de atividade.

VL: Fale um pouco mais sobre você e como você conheceu a cultura Hip Hop?

Daniela: Falar sobre mim nunca foi uma tarefa fácil mas aos poucos comecei a reconhecer e respeitar meus objetivos e sonhos, e nessa busca iniciei aulas de dança de rua, que me levaram as demais bases da cultura hip hop. Conheci o trabalho do Japão e tomei para mim a responsabilidade de administrar a carreira para deixá-lo livre para fazer música. Ao longo do período, começamos a ver a diferença na divulgação, no reconhecimento de nosso público, do trabalho ter mais alcance, comecei a conscientização sobre a importância de registrar as obras musicais e direitos autorais, distribuição digital das músicas, criação da marca viela17shop para venda de material do grupo e os trabalhos não param por ai.

VL: Teve alguma mulher/produtora inspiradora?

Daniela: Eu já tinha algumas referencias femininas que me chamavam a atenção no cenário, como Jéssica Balbino que cuida do Inquérito, Fátima que cuida do Eduardo (Facção Central), Nina Fidelis com Crônica Mendes e várias outras que estão ai fazendo a diferença, mas minha grande referencia hoje é a Eliane Dias a frente da produtora Boogie Naipe, não posso negar que administrar os 4 pretos mais perigosos do Brasil é pra lá de uma inspiração.

VL: Qual o principal foco para ser uma produtora executiva de uma banda/grupo de sucesso?

Daniela: O foco principal é deixá-los trabalharem musicalmente enquanto eu cuido da parte executiva/administrativa, deixá-los livre para criarem e trazer, a essência do rap nacional para suas letras. Afinal estão aqui para fazer música, o sucesso é relativo… É conversa para outra entrevista. (rs)

VL:O seu trabalho com um grupo de rap pode ser seguido por outras vertentes musicais?

Daniela: Sim. Acredito que profissionalismo e administração cabem em qualquer vertente musical, sempre ressalto que antes de tudo isso existe o amor pelo que faço, o que me move é acreditar e amar o meu trabalho. Penso 24 horas por dia nisso.

VL:Uma dica para que as mulheres se insiram mais nesse universo?

Daniela: O empoderamento da mulher tem acontecido em todas as áreas e vejo isso acontecendo também no hip hop. Uma dica: Não parem no primeiro obstáculo, acreditem e sigam seus objetivos.

VL: Ser esposa do Japão atrapalha em alguma coisa seu trabalho?

Daniela: Somos bem diferentes, mas nos complementamos. Temos nossos momentos de divergências mas no fim tudo se ajeita, ele cuida do artístico e eu do executivo/administrativo, ouço e respeito suas ideias e consegui com que ele mudasse muitos conceitos também… e assim caminhamos. Viela 17 Produções é minha cara, meu jeito, minha ideia. Aqui quem manda sou eu!

VL: Se pudesse escolher produzir uma Rapper Nacional hoje, quem seria essa mulher e por que?

Daniela: Me pegou agora, tenho muitas artistas que admiro e gostaria de produzir…vou tentar citar aqui: Donas da Rima um coletivo de mulheres do DF – já me facilita por ter muitos talentos e todas mulheres, seria bem legal estar com elas…estão bem administradas, destaco Lídia Dallet e Julia Nara talentos que me saltam aos olhos. No DF ainda temos, Belladona, Atitude Feminina e muitas minas que representam… te confesso que acho que trabalhar com mulher seria mais fácil, com essa preocupação maior de inclusão das mulheres, faria um trabalho para que elas estivessem mais presentes em eventos de rap, direito constitucional “garantido” rsrs. Gosto muito do trabalho da MC Gra e da Tati Botelho… Ah, seu eu pudesse abraçaria todas.

VL: Pra finalizar, quais são suas referências (masculina e feminina no Rap Nacional)? Não vale citar o Japão, pois esse já sabemos que é sua principal referencia (rs).

Daniela: Minha maior referencia nacional: Racionais MCs’s pelo que representam e o Emicida pelo trabalho que realiza, ele vai longe. Gosto muito do trabalho dos jovens através das Batalhas de MCs que se articulam pelo Brasil, que revelam grandes talentos.
Rap Feminino: Destaque para as DJs que vem realizando um trabalho de protagonismo, enfrentando o machismo que sabemos existir…estão mudando o cenário e sendo respeitadas onde chegam. Não posso deixar de destacar as grandes produtoras culturais que também agitam o cenário do Brasil. Referência: Tati Botelho, Atitude Feminina e Belladona.

VL:Projetos futuros?

Daniela: Sim muitos, me especializar em direitos autorais e direito do entretenimento. No grupo continuar trabalhando para alcançarmos e aproximarmos cada vez mais nosso público do trabalho, para isso estou criando uma linha direta através de um mailing para que recebam tudo em primeira mão. Fazer acontecer uma circulação nacional dos shows e internacional também. Ampliar a marca viela17shop e muito mais.

Daniela Produtora e Rapper JapãoA Produtora Daniela Mara e seu marido, o Rapper Japão.

Valeu, Daniela! #Tamojunto

Sigam os canais abaixo e fiquem por dentro de tudo que anda rolando com o Viela17 e Ceilândia G-Funk:

SOUNDCLOUD VIELA17
INSTAGRAM VIELA17
FACEBOOK VIELA17
FACEBOOK CEILANDIA G-FUNK
YOUTUBE VIELA17

2 COMENTÁRIOS

  1. Essa menina merece, vejo o esforço dela diariamente é uma honra pra mim dividir uma vida inteira com essa guerreira, parabéns

  2. Dani, parabéns por este reconhecimento tão lindo de um trabalho que vc faz com tanta eficiência. Desejo cada dia mais sucesso pq vc merece. Muito feliz por vc e grata! Obrigada pelo fortalecimento e carinho sempre. Muito honrada e feliz pela sua existência no cenário cultural do DF.

Deixe uma resposta