Martinho da vila se junta a Djonga em “Era de Aquarius” um canto de esperança

Sobre o mais novo single de Djonga e Martinho da Vila

O mundo caminha e luta para deixar a pandemia para trás, seguimos renovando as energias diariamente para enfrentar as sequelas deixadas. Martinho da Vila entende como usar a música para chegar nas pessoas, e hoje estreia nas plataformas digitais, com participação de um dos grandes nomes do rap da atualidade, Djonga, a faixa “Era de Aquarius”, um canto de esperança.

“Essa época tá difícil, muito difícil. Não poder abraçar os amigos, não poder visitar os parentes, eu tenho netinho que nasceu que eu ainda nem vi”, conta Martinho. “Essa música eu comecei a fazer um tempo atrás, depois deixei um pouco, porque composição, às vezes, é isso aí, a gente deixa para lá para depois retomar. Aí agora, durante esse tempo de pandemia, fiquei pensando na ‘Era de Aquarius’ e saiu a música”, explica o artista.

Mas, como diz o sambista, nada de melancolia na hora de compor a música, que é de sua autoria com Djonga. “Espero que a música dê um pouco de conforto para as pessoas, porque ela tem um lado muito positivo”.

A ideia da participação do Djonga foi uma sugestão prontamente acatada por Martinho, que explica sobre a união dos estilos: “Eu gosto sempre de misturar, misturar é sempre bom. Já gravei com Rappin’ Hood, Gabriel Pensador, e eu gosto de cantar, de interagir com pessoas de outras áreas”.

Djonga também fala da emoção em participar: “Desde que eu comecei a fazer música, sempre fiz com o objetivo de poder criar com pessoas que eu admiro, pessoas que eu gosto. Gravar uma música com o Martinho da Vila é uma coisa muito especial, para mim e para a música brasileira. Ele é um dos caras que construiu essa estrada bonita que a gente vem trilhando… É muito especial estar ao lado de alguém que acompanhei pela TV e pelo rádio quando eu era mais novo, em um momento em que eu nem entendia muito bem as coisas. Então foi uma realização pessoal, mas tomara que tenha sido igualmente especial para o Martinho e para toda rapaziada dele, porque fiz com muito coração essa música. Estamos só no comecinho. A era é de Aquarius, mas eu quero o oceano”.

A música chega acompanhada de clipe, que busca em sua simplicidade retratar o amor e a esperança da música. “A gravação do clipe foi descontraída para xuxu, foi muito legal, a gente brincou muito. O mais legal é que eu conheci melhor o Djonga, e ele é muito divertido, muito gente boa”, conta Martinho. “Era de Aquarius” faz parte de um projeto de longo prazo de lançamentos do Martinho, que se completa no carnaval de 2022 com a linda homenagem que será feita à história do artista no desfile da Escola de Samba Vila Isabel.

Comentários Facebook