Laboratório Fantasma lança cypher Língua dos Campeões com time de peso

Laboratório Fantasma lança cypher “Língua dos Campeões” com time de peso
Laboratório Fantasma lança cypher Língua dos Campeões com time de peso
5 (100%) 2 votes

Várias nações possuem ligações ao redor do globo, mas Brasil e Portugal, além da língua, têm um passado que guarda laços culturais e a dor causada pela colonização que forjou o povo que somos hoje. Não teria forma melhor de unir artistas para botar o dedo na ferida e ainda celebrar esse elo do que pelos versos do rap. Trazendo oito MCs, sendo metade vindos do Brasil e a outra de Portugal, a Laboratório Fantasma (BR) e a Faded (PT) se uniram e lançam hoje, dia 31 de agosto de 2018, o single Língua dos Campeões. O formato escolhido foi o cypher, em que o instrumental conduz a ideia que os rappers desenvolvem em forma de rimas.

Enquanto a música serve para apresentar as vozes e as ideias, o clipe, dirigido por Pedro Simões (Opac Studio) e gravado em Lisboa, mostra o rosto e um pouco da personalidade de cada um dos artistas. Do lado do Brasil, Kamau, Rincon Sapiência, Rashid e Drik Barbosa formam o time de rimadores, fechando o bonde com o DJ Nyack. Pelo lado de Portugal estão os MCs Papillon, Sir Scratch, Holly Hood e Gson, além do DJ Big.

A ideia da música veio do empresário e CEO da Laboratório Fantasma, Evandro Fióti. “Quando surgiu a ideia do show em Portugal – que juntou no mesmo palco do Summol Fest, em julho desse ano, um time de rappers brasileiros e portugueses – senti que faria sentido gravarmos uma música inédita para registrar essa colaboração transatlântica de forma a aproximar ainda mais o rap feito no Brasil do rap feito em Portugal, mostrando os sotaques, as semelhanças e as diferenças”, conta.

O time de artistas foi escolhido em parceria, sendo que Fióti fez o selecionado “zuca”, forma como os brasileiros são chamados em Portugal, enquanto Vasco Ferreira, também conhecido como Sensi, fundador e coproprietário da Faded, escolheu o time “tuga”, jeito que os portugueses são chamados pelo público de rap.

Optamos por escolher artistas do gênero que representassem bem o que de melhor vem sendo produzido nos dois países”, reflete Fióti.“A intenção é cada vez mais unir os mercados de língua portuguesa, não só ficar restrito a Portugal, mas trabalhar a questão da lusofonia, incluir os mercados africanos lusófonos também no futuro, levar a língua portuguesa mais longe por meio do rap”, completa.

Pensando em dar uma unidade musical para diferentes talentos, o produtor convocado foi o florianopolitano Nave Beatz, que já trabalhou com Emicida, Marcelo D2, Karol Conka e outros grandes nomes do rap brasileiro.

Há muitos tipos de rappers nessa faixa, precisávamos de um produtor que conseguisse ter a leitura de cada um individualmente, mas que conseguisse unir esse caldeirão em uma produção forte e marcante. Não foi fácil, mas o Nave tirou de letra”, pontua Fióti.

Língua dos Campeões é uma realização Laboratório Fantasma Produções e Faded e já está disponível em todas as plataformas de streaming e também no Canal do YouTube da Lab Fantasma.

 Ficha Técnica da Música Língua dos Campeões

  • Compositores: Papillon, Sir Scratch, Rashid, Kamau, Holly Hood, Gson, Drik Barbosa, Rincon Sapiência e Nave
  • Vozes: Papillon, Sir Scratch, Rashid, Kamau, Holly Hood, Gson, Drik Barbosa e Rincon Sapiência
  • Direção artística: Evandro Fióti, Miguel Aires e Vasco Ferreira
  • Produção executiva: Raissa Fumagalli
  • Gravadora: Laboratório Fantasma e Faded
  • Vozes de Rashid, Kamau, Drik Barbosa e Rincon Sapiência gravadas no Estúdio Lab por Tofu Valsechi
  • Mixado no CTS Studio, Brooklyn, NY, por Maurício Cersósimo
  • Masterizado no estúdio Maurício Gargel Audio Mastering por Maurício Gargel

Ficha Técnica Vídeo da Música Língua dos Campeões

  • Opac Studio
  • Direção e edição: Pedro Simões
  • Operador de Câmara: David Cardoso
  • Elenco: Papillon, Sir Scratch, Rashid, Kamau, Holly Hood, Gson, Drik Barbosa, Rincon Sapiência, Dj Nyack e Dj Big
  • Stylist Drik Barbosa: Thais Farage
  • Realização: Laboratório Fantasma Produções e Faded (PT)

Deixe uma resposta