Fábrica de Cultura do Capão Redondo cria Rap para divulgar inscrições dos novos cursos

A Música foi criada pelo grupo de articulação e difusão da Fábrica de Cultura.

Para estimular o público à participar das atividades da Fábrica de Cultura do Capão Redondo – instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo e gerenciada pela Poiesis – os colaboradores do departamento de articulação e difusão da unidade criaram um Rap para convidar e atrair o público local.

O rap “É só chegar”, tem composição e voz de Priscila Mastro, Annibal Lima e Daniel Marinho e áudio produzido e mixado por Guilherme Queiroz. Todo o processo musical foi criado no estúdio da Fábrica Capão Redondo. A ideia de criar um rap surgiu quando os colaboradores conversavam sobre um modo diferente de convidar a comunidade para participar da programação. A escolha do gênero foi devido a grande produção de rap na periferia de São Paulo, sendo que no Capão Redondo esse é um dos estilos mais explorados pelos músicos no estúdio. Mais da metade das inscrições nesta unidade são rappers.

Saiba mais sobre as Fábricas de Cultura: www.fabricasdecultura.org.br

Comentários Facebook

Deixe um comentário