Emicida lançou “Eminência Parda”, primeiro single do seu próximo projeto

Emicida lançou “Eminência Parda”, primeiro single do seu próximo projeto
Avalie este post

Emicida evidencia de onde emana o verdadeiro poder em “Eminência Parda”, primeiro single do seu próximo projeto

Antes de entrar em estúdio para dar vida ao seu novo conjunto de ideias, Emicida refletiu sobre qual assunto abordar. Afinal de contas, o seu último álbum – Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa – está prestes a comemorar quatro anos. O rapper nunca ficou tanto tempo “ausente”.

Era importante, antes de qualquer outra coisa, observar o mundo após a sua imersão na África, além de entender o que era vital compartilhar depois dessa experiência. Percebeu então que o caminho para o seu terceiro projeto seria falar sobre reconectar as coisas.

Para isso, contudo, era preciso deixar claro onde tais coisas estão, qual é o significado delas e a que lugar elas, de fato, pertencem. Não à toa, o primeiro single dessa nova fase, intitulado “Eminência Parda”, que acabou de chegar aos aplicativos de música e ao canal de YouTube do artista, evidencia de onde emana o poder verdadeiro. A produção fica por conta da Laboratório Fantasma e a distribuição da faixa é da Sony Music.

Eminência parda é uma expressão francesa que tem um significado provocador, assim como essa canção”, diz Emicida. “De onde emana o verdadeiro poder? Quem nos diminuiu até acreditarmos que o poder e pessoas como a gente eram elementos contrários? É uma música sobre grandeza autêntica”, explica.

Sobre o primeiro single do terceiro álbum de  Emicida

A faixa abre com a cantora paraense Dona Onete dando voz aos versos do “Canto II”, de o Canto dos Escravos, álbum de domínio público que contém cantos ancestrais dos negros banguelas, de São João da Chapada (um dos distritos de Diamantina, Minas Gerais).

Emicida conta também com a participação do expoente do rap paulista Jé Santiago, que agrega com melodia e versos sobre um jovem negro que não virou estatística e vem conquistando o seu espaço. Outra colaboração potente é a do rapper português Papillon, que traz a sua mensagem sobre força e pertencimento de lá do outro lado do Atlântico, dando continuidade à ambição de Emicida de fazer o Oceano Atlântico ser somente um “detalhe”.

A narrativa de “Eminência Parda” reflete o que Emicida viveu e conquistou nos 10 anos de existência da Laboratório Fantasma. Exalta a trajetória que construiu, os caminhos que abriu e a sua essência de tornar o impossível possível.

“Somos maiores do que os pesadelos que nos impuseram, os vencemos antes e vamos vencê-los agora”, sintetiza Emicida .

Eminência Parda” ganhou um videoclipe desconcertante dirigido por Leandro HBL. Com roteiro assinado pelo próprio Emicida em parceria com o diretor, o registro audiovisual mostra como o poder grandioso e verdadeiro ofende o falso poder.

Deixe uma resposta