Criolo crítica à política brasileira em “Boca de Lobo”

Boca de Lobo é o mais novo lançamento do cantor e compositor Criolo, é uma retrospectiva intensa dos últimos anos na política e sociedade brasileira. A música  denuncia as surreais e catastróficas consequências do abuso de poder em nosso país e toda população.

Com texto ácido e imagens poderosas, Criolo reaparece através do rap em sua mais forte corrente de energia e entrega uma mensagem de reflexão propositiva, não reativa. A ideia é não esquecer o passado, pensando no futuro de maneira responsável e lúcida.

Não esqueçamos das coisas ruins, o que os donos do poder fizeram com a gente. Não vamos esquecer, mas temos que enxergar sem se apegar à raiva ou ao ódio”, diz Criolo sobre o single. “Estamos passando por momentos fortes, que vão ficar marcados na história. Mas que o desfecho seja para o lado positivo, para o lado de esperança, de amor e de alegria, para a reconciliação e encontro com aquilo que nos traz equilíbrio e serenidade”, completa.

Em “Boca de Lobo”, Criolo canta sobre a produção de Nave em parceria com Daniel Ganjaman. “Com ele (Ganjaman) é uma irmandade de vida, não só musical. Está em tudo aquilo que acreditamos.” A música – que começa com um sample/citação do poeta baiano Waly Salomão – dá a carta de intenções de cara, refletindo sobre o que vivemos atualmente.

A faixa se posiciona politicamente através das ideias de Criolo, expandindo a questão binária da escolha entre o candidato A ou B. Mesmo nesse momento de ansiedade e divisão, é necessário lembrar que as consequências diretas dos escândalos de corrupção (como as malas de dinheiro, o desvio de verba e o sucateamento do sistema público) caem sobre a vida dos mais necessitados.

Feito de forma independente pela Oloko Records em parceira com a produtora Saigon Filmes, o clipe de “Boca de Lobo” é fruto de um trabalho voluntário e colaborativo.

As filmagens foram realizadas no centro de São Paulo e contaram com o elenco de apoio e figurantes de alguns movimentos sociais da capital paulista, como é o caso da Ocupação 9 de Julho, e moradores do Grajaú.

Boca de Lobo” é um registro artístico e uma caixa de recordações de tudo que vivenciamos nos últimos anos. A indignação existe e dela a raiva nasce. Se você a sente, você está vivo. Porém, esse sentimento não pode se tornar ódio. Não podemos perpetuar esse discurso, pois o futuro nunca esteve tanto em nossas mãos.

Ficha técnica de Boca de Lobo – Criolo

  • Dirigido por Denis Cisma
  • Direção criativa: Pedro Inoue
  • Cinematografia: Will Etchebere
  • Edição: Paulo Augusto
  • Diretor de efeitos visuais: Luciano Neves
  • Direção de Arte: Ale Maestro
  • Figurino: Tica Bertani
  • Produção: Saigon Filmes
  • Produtor Executivo: Marcelo Altschuler
  • Pós produção: Clan VFX
  • Desenho de Som: 1927 Audio
  • “Boca de Lobo” (Criolo, Daniel Ganjaman e Nave)
  • Voz: Criolo
  • Nave – Programação e Samples
  • Daniel Ganjaman – Synths e Bass Synth
  • Citação de Waly Salomão em Câmara de Ecos
  • Produzido por Nave e Daniel Ganjaman
  • Gravado e mixado por Daniel Ganjaman no estúdio El Rocha
  • Masterizado por Fernando Sanches no estúdio El Rocha
  • Capa / Direção de arte: Pedro Inoue
  • Ilustração: Luciano Neves
  • Direção geral: Beatriz Berjeaut
  • Produção Executiva: Kler Correa
  • Gravadora e Editora: Oloko Records
Comentários Facebook

Deixe um comentário