Budweiser soltou Cypher das Minas para celebrar o Dia das Mulheres

Budweiser soltou Cypher das Minas para celebrar o Dia das Mulheres

Para celebrar o Dia das Mulheres e enaltecer a voz feminina, a Budweiser reuniu três rappers que representam o estilo musical no país para um Cypher das Minas. Um time formado por Drik Barbosa, Stefanie e AltNiss que criou uma música exclusiva ressaltando a força da mulher no rap.

Existe diferença entre Rap e Rap feminino? Rap é Rap!

Com criação da agência Africa, o resultado dessa conexão inédita está no clipe, produzido pela Stink e dirigido pelo YOUTH. Para mostrar como não existe gênero quando se fala em ser king e trilhar o seu próprio caminho, o clipe é composto por essas três artistas mulheres que conquistaram espaço em um gênero musical historicamente tão marcado pela forte presença masculina.

Stefanie, por exemplo, começou a carreira em 2004, influenciada por grupos dos anos 90. A partir disso, criou sua própria história dentro do estilo, participando de diversos coletivos, servindo de inspiração para outras garotas.

AltNiss reforça o time que dá voz aos versos e reafirmam a posição da mulher na música e no empoderamento feminino. Para completar o Cypher das Minas, Drik Barbosa, que debate a visibilidade feminina no movimento rap, fecha o trio que dá continuidade ao exercício da liberdade do gênero no contexto musical.

As três representam muito bem a nova geração não apenas dentro desse estilo, mas na música e na cultura do país.

 

Queremos homenagear mulheres que fazem história, mas principalmente dar visibilidade para a força feminina que incentiva outras mulheres a conquistarem o seu lugar de fala. Budweiser acredita na igualdade entre os gêneros e queremos contribuir cada vez mais com isso”, afirmou Alice Alcântara, gerente de marketing da marca. “A marca tem uma relação histórica com a música e esse é um território, no qual mulheres empoderadas usam a sua voz para garantirem o seu espaço”, completou Alcântara.